Educação para o Bem Viver feriado

Anote aí: suspensão do expediente e feriado nacional nos dias 11 e 12 de outubro!

Atenção, estudantes: Não haverá aula nos dias 11 e 12 de outubro por motivo de suspensão de expediente e feriado nacional. Vale lembrar que 12 de outubro é celebrado o dia de Nossa Senhora da Aparecida, padroeira do Brasil. Para a cientista social Sheilla Figlarz, é importante respeitar as liberdades e a democracia, mas a comemoração do feriado está mais relacionada às convicções religiosas de cada um.

 

Segue Artigo 1º do Decreto do governador:

DECRETO Nº 66.078, DE 4 DE OUTUBRO DE 2021

Suspende o expediente das repartições públicas estaduais nos dias que especifica e dá providências correlatas
JOÃO DORIA, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, decreta:

Artigo 1º – Fica suspenso o expediente nas repartições públicas estaduais nas seguintes datas:

I – 11 de outubro de 2021 – segunda-feira;

Confira o novo calendário:

11 de outubro – Suspensão do expediente 

12 de outubro – Feriado Nacional

Observação: A data de reposição de aula referente à suspensão do expediente será anunciada no blog da escola e outros meios de comunicação do CEEJA.

SAIBA MAIS SOBRE O SINCRETISMO RELIGIOSO E O DIA DAS CRIANÇAS

12 de outubro, sincretismo religioso e direito das crianças

Redação com informações do Brasil Escola

Como surgiu o Dia das Crianças

Fundo para a Infancia da Onu (Unicef) escolheu esta data porque em 12 de outubro de 1959, o UNICEF oficializou a Declaração dos Direitos da Criança e estabeleceu uma série de direitos válidos a todas as crianças do mundo como alimentação, amor e educação. No caso brasileiro, a tentativa de se padronizar uma data para as crianças aconteceu algumas décadas antes.

Em 1923, a cidade do Rio de Janeiro, então capital do Brasil, sediou o 3º Congresso Sul-Americano da Criança. No ano seguinte, aproveitando a recente realização do evento, o deputado federal Galdino do Valle Filho elaborou o projeto de lei que estabelecia essa nova data comemorativa. No dia 5 de novembro de 1924, o decreto nº 4867, instituiu 12 de outubro como data oficial para comemoração do Dia das Crianças. Somente em 1955, a data começou a ser celebrada a partir de uma campanha de marketing elaborada por uma indústria de brinquedos chamada Estrela. Primeiramente, Eber Alfred Goldberg, diretor comercial da empresa, lançou a chamada “Semana do Bebê Robusto”. O sucesso da campanha logo atraiu a atenção de outros empresários ligados à indústria de brinquedos.

Com isso, lançaram uma campanha publicitária promovendo a “Semana da Criança” com o objetivo de alavancar as vendas. Os bons resultados fizeram com que esse mesmo grupo de empresários revitalizassem a comemoração do “12 de outubro” criado pelo deputado Galdino. Dessa forma, o Dia das Crianças passou a incorporar o calendário de datas comemorativas do país e do comércio para fabricação e entrega de brinquedos.

Sincretismo religioso

Os cultos afrobrasileiros Umbanda e Candomblé têm uma unanimidade quando se trata de Oxum como representante do Amor Divino. Há as lendas nagô yorubá que humanizaram a divindades para que os fiéis entendensem melhor sua atuação e a Umbanda considerando-a como Trono do Amor Divino

De acordo com a lenda, no ano de 1717, pescadores lançaram suas redes no Rio Paraíba do Sul, com o objetivo de pescar peixes grandes para um jantar especial para o Conde de Assumar. Eles tentaram muito, mas não estavam conseguindo pescar nada. Quando já estavam quase desistindo, um pescador chamado João Alves, apanhou uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, primeiro o corpo e depois a cabeça, e enrolou-a em um manto. Nossa Senhora da Conceição Aparecida, foi proclamada Rainha do Brasil e sua Padroeira Oficial em 16 de julho de 1930, por decreto do Papa Pio e, 50 anos depois, foi decretado oficialmente que o dia 12 de outubro seria feriado oficial no país.

A Orixá Oxum – Trono do Amor Divino por sua vez, em muitas tradições afrobrasileiras é comemorada em 08 de dezembro, mas 12 de outubro se consolidou também como sua data, justamente pelo sincretismo religioso e a ligação feita pelo próprio povo e as duas crenças, católicas e dos cultos afrobrasileiros por Aparecida ser a única santa negra no catolicismo no Brasil. Desta forma, aos sincréticos, rezar para Aparecida também é rezar para Oxum, pois muitos candomblecistas e umbandistas frequentam as duas religiões e tornaram o sincretismo uma forma de adoração em que unem os cultos afrobrasileiros e católicos num só.

Referências:

Diário Oficial do Estado de São Paulo

Gazeta do Povo. Disponível em https://www.gazetadopovo.com.br/curitiba/afinal-12-de-outubro-e-feriado-por-que-0xuacp5adw3pp9fubn68mf9e6/ 

Blog Negro é Lindo. Disponível em https://blognegroelindo.wordpress.com/2020/10/12/oxum-aparecida-e-as-criancas-no-dia-12-de-outubro/

Prof. Dr. João Ras

Prof. Dr. João Ras

Professor Coordenador do CEEJA e Membro do LEEPES - Laboratório de Ensino e Pesquisa Educação e Sociedade da UNESP.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *