Educação para o Bem Viver Setembro Verde

Ações do Setembro Verde são realizadas no CEEJA !

Seja na escola, no trabalho ou em qualquer lugar, não podemos aceitar que qualquer pessoa seja deixado de lado especialmente por motivos da sua situação física, intelectual, social, etc. É preciso que todo gestor público ou privado invista em rampas de acesso, acessibilidade por meio de Libras ou mesmo materiais de apoio em braile, áudio, cadeira de rodas, informes etc. Professores em comunhão com estudantes da escola e representantes do Grêmio estão realizando ações diversificadas como cartazes informativos, implementações inclusivas na horta literária etc.

LUTA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, o “Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência é celebrado nacionalmente desde 1982, no dia 21 de setembro. O dia foi escolhido por sua proximidade com a primavera e por ser também o Dia da Árvore, de forma a assinalar que uma sociedade acessível e inclusiva tem que ser sustentável em todos os aspectos”.

De acordo com levantamento do Sindicato, “a cor verde foi escolhida para representar o conceito de florescimento e frutificação dos direitos como processo de consolidação dos mesmos, consistindo em uma estratégia de promoção de uma grande campanha que possa destacar, num contexto maior, cada uma das ações que serão realizadas no período”.

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

A “Campanha Setembro Verde” é realizada todos os anos para celebrar o Dia Nacional da Doação de Órgãos, em setembro. A data foi criada para  conscientizar a sociedade sobre a importância da doação. O Brasil tem o maior sistema público de transplantes do mundo. Cerca de 90% dos transplantes no país são realizados pelo Sistema Único de Saúde. Existe uma legislação que regula todo o processo de doação, captação e transplantes de órgãos e tecidos.

Uma das exigências é que os hospitais públicos, privados e filantrópicos que se enquadrem nos perfis especificados na Portaria nº 2.600, de 21 de outubro de 2009, do Ministério da Saúde, tenham uma Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT). A atuação desta equipe é para efetivar as doações de órgãos e tecidos. Dentre as suas atribuições estão promover o acolhimento das famílias doadoras, viabilizar a realização dos diagnósticos de morte encefálica; identificar os potenciais doadores; incentivar programas de qualidade e boas práticas relativas às doações e aos transplantes de órgãos, tecidos, células ou partes do corpo.

Co-autora: Profa. Delmira – professora de Biologia do CEEJA

Fontes:

https://www.hc.ufu.br/noticia/setembro-verde-incentiva-doacao-orgaos

https://www.simec.com.br/?area=ver_noticia&id=8337&titulo=setembro-verde-mes-dedicado-a-dar-visibilidade-a-inclusao-social-da-pessoa-com-deficiencia-

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *