CEEJA Educação para o Bem Viver Horta Literária

Semana de Educação Alimentar 2021

“COMIDA DE VERDADE: ALIMENTOS SEGUROS, SAUDÁVEIS E QUE FORTALECEM O SISTEMA IMUNOLÓGICO”

Sobre o projeto Horta Literária

Desde que a Semana da Educação Alimentar foi Instituída em 2006 no calendário do Governo do Estado de São Paulo, através do Projeto de Lei nº 12.230 de 13/01/2006, como estratégia para promoção da alimentação saudável na rede de Ensino, nossa escola CEEJA, através do projeto “HORTA LITERÁRIA”, vem desenvolvendo atividades pedagógicas a fim de trazer subsídios para a conscientização e troca de saberes entre educandos/comunidade/educadores no que diz respeito à alimentação, saúde, nutrição, qualidade de vida, sustentabilidade e preservação do meio ambiente, ações que contribuem para o Bem Viver. Também para o bom desenvolvimento físico, psíquico e social.

A necessidade de plantar a conscientização através desses temas se dá especialmente pela crise ambiental, ocasionada pelo esgotamento já previsto, cientificamente, dos recursos do planeta, sejam alimentares, hídricos ou sanitários, bem como outras consequências que os desequilíbrios ambientais acarretam para a saúde nossa e a do planeta.

Ações em 2021

Agroecologia, Compostagem e Reuso.

Em 2021, por ocasião da pandemia de Covid-19, o Projeto Horta Literária trouxe a possibilidade de pequenos mutirões de plantios,  e estudo de campo  com no máximo dois estudantes e um professor. 

A parceria com as trabalhadoras da cozinha e da limpeza da escola foi o destaque das atividades desenvolvidas na Semana da Alimentação Escolar, com reaproveitamento dos resíduos orgânicos para compostagem e de copinhos de plástico para a composição de mudas para novos plantios.

Alimentação e Saúde em Tempos de Pandemia

Anatomicamente o trato intestinal humano é longo, cerca de 6 metros de comprimento ou 12 vezes o comprimento do tronco por 4 cm de diâmetro. Podendo acumular de 3 a 4 Kg de matéria fecal levando de 12 a 18 horas para que terminem seu processo digestivo. Esse material não eliminado acaba sendo fermentado, produzindo material tóxico que é absorvido pelo organismo, produzindo uma “auto-intoxicação” (toxemia)..

Já o trato intestinal dos carnívoros é curto, apenas 3 vezes o comprimento de seu tronco, fazendo com que seu intestino digere e elimine rapidamente os alimentos, entre de 2 á 4 horas, além de possuir fortes ácidos estomacais para digerir pedaços de carne e matar as bactérias perigosas.

Para animais humanos os aminoácidos ingeridos em excesso, fazem com que o fígado produza uma substância que leva a inflamação nas artérias favorecendo o aparecimento de doenças cardiovasculares, como a hipertensão.  Outro problema deste item é o alto teor de gordura saturada, principalmente nos cortes mais gordurosos. Esse tipo de gordura provoca uma resposta inflamatória do corpo e as toxinas produzidas pelas putrefações intestinais alcançam os órgãos vizinhos pela via sanguínea, intoxicando-os e degenerando-os, contribuindo para o aparecimento de diversas disfunções pela sua acidificação.

Sabemos que a alimentação também está relacionada a diversas doenças e acometem mais da metade dos brasileiros, fator que aumenta o risco de complicações por coronavírus. Através de vários estudos a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu que as carnes processadas são impulsionadoras de cancro e a carne vermelha é potencialmente cancerígena

Saiba mais em: https://ceejamarilia.com/blog/2020/06/30/covid-19-x-saude/

Sistema Imunológico

O sistema protetor contra vírus e bactérias, é o sistema imunológico! seja uma gripe, ou outro vírus, o sistema imunológico é o que destrói o corpo estranho. Quando se toma uma vacina, não é a vacina que destrói o vírus, é o sistema imunológico que adquire o conhecimento específico do vírus.

Saiba tudo sobre o sistema imunológico https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/doen%C3%A7as-imunol%C3%B3gicas/biologia-do-sistema-imunol%C3%B3gico/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-o-sistema-imunol%C3%B3gico

Alimentos Alcalinos. Quem são eles? - São aqueles que promovam o fortalecimento imunológico!

Os alimentos alcalinos são aqueles que possuem ph acima de 7 e são importantes para a saúde porque previnem o envelhecimento das células e lesões nos ossos.

Os alimentos alcalinos são principalmente frutas e legumes, ricos em vitamina A, vitamina C e vitamina do complexo B, além de minerais como o potássio e o magnésio, que trazem benefícios à saúde dos ossos, diminuem a perda de massa muscular e permitem equilibrar o ph do organismo.

Estudos associam o vegetarianismo com a menor incidência de doenças crônicas não transmissíveis, como, por exemplo, obesidade, diabetes e problemas no coração. Com a ausência dessas enfermidades, o risco de morte por Covid-19 diminui. Ou seja, o vegetarianismo reduz a incidência de comorbidades, e quanto menos comorbidades, maior a taxa de sobrevivência.

O consumo de 500 a 750 g de vegetais e frutas diariamente é redutor de eventos cardiovasculares. Como os vegetarianos tendem a ingerir mais esses alimentos, o risco de morte por Covid-19 acaba sendo reduzido – esclarece a nutricionista Lícia D’Ávila.

Além disso, os alimentos alcalinos podem reduzir o risco de desenvolver doenças inflamatórias e até câncer. Os principais alimentos alcalinos são:

  1. Frutas

As frutas em geral são consideradas alimentos alcalinos, no entanto, frutas ricas em fibras e antioxidantes, como o abacate, as uvas, a melancia, o melão e a maçã têm um efeito mais alcalino, ajudando a corrigir o ph do organismo, mantendo-o equilibrado. Além disso, devido às suas propriedades antioxidantes, previnem o envelhecimento precoce da pele e diminuem o risco de doenças cardiovasculares.

Por serem ricas em fibras, as frutas também melhoram o funcionamento do intestino e auxiliam na perda de peso, por aumentarem a saciedade, diminuindo o apetite.

  1. Vegetais

Os vegetais em geral são considerados alimentos alcalinos, no entanto, vegetais como os espinafres, os aspargos, a couve-flor, o pepino, a cenoura e os brócolis têm efeito mais alcalino, por conterem maior quantidade de fibra e propriedades antioxidantes, tendo uma maior eficácia, por exemplo, na prevenção de doenças inflamatórias e na saúde dos ossos.

Por conterem propriedades antioxidantes, ajudam ainda a prevenir o aparecimento de câncer e o envelhecimento precoce da pele, permitindo que as células fiquem protegidas e mais saudáveis.

Além disso, são vegetais ricos em fibras que previnem a prisão de ventre, aumentam a saciedade e diminuem o apetite, ajudando na perda de peso.

  1. Alho

O alho é um alimento alcalino que permite regular o ph do organismo, prevenindo doenças inflamatórias, devido à sua propriedade anti-inflamatória, o que ajuda a reduzir a inflamação, o inchaço e possíveis dores no organismo.

O alho possui ainda um composto, conhecido como alicina, que tem propriedades antimicrobianas, que protegem de possíveis infecções e ajudam na prevenção do câncer de cólon, uma vez que elimina os microrganismos que podem provocar lesões no intestino.

  1. Especiarias

As especiarias como as ervas em geral, a canela, a pimenta e o gengibre são excelentes alimentos alcalinos que ajudam a diminuir o ph do organismo, protegendo os músculos e os ossos.

Além de diminuírem o ph do organismo, são temperos que aceleram o metabolismo, ajudando na perda de peso e têm propriedades anti-inflamatórias, o que pode ser útil no tratamento de doenças como artrite reumatoide, uma vez que reduz a inflamação e a dor dos ossos e articulações.

Porque o ph dos dos alimentos é importante

O ph dos alimentos é importante porque ajuda na prevenção de lesões nos ossos, diminui a perda de massa muscular e equilibra o ph do organismo.

Além disso, alimentos com pH mais alcalino tendem a deixar a urina com um ph mais alcalino também, o que é importante para evitar o aparecimento de infecções ou problemas renais.

Os produtos processados e alimentos com gordura e açúcar tendem a aumentar a acidez do corpo, provocando complicações para o organismo, como risco de doenças inflamatórias e câncer, devendo, por isso, ser evitados.

Para receitas saudáveis com alimentos alcalinos Acesse – https://www.tuasaude.com/alimentos-alcalinizantes/ Tatiana Zanin – Nutricionista

Alimentos com alto teor de anti-oxidantes e fibras aumentam a resposta imunológica. Os vegetais são as fontes maiores desses nutrientes, já que quanto mais colorida a alimentação, maior a ingestão desses nutrientes,

Mariane Marques, nutricionista com Mestrado em Ciências pela FMUSP, produziu este texto especialmente aos estudantes, educadores e leitores do Blog do CEEJA de Marília! 

Saiba mais em 

https://ceejamarilia.com/blog/2020/06/29/alimentacao-durante-o-periodo-de-quarentena/.

Saulo Lallo

Prof. Saulo Lallo

A vida muitas vezes parece girar em círculos só pra mostrar que independente da volta, o caminho sempre começa e termina em você mesmo.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário