Arte Bem Viver

A obra de arte não deve ser a beleza em si mesma?

“A destruição também é criação” – dizia o movimento dadaísta.

No estudo da Arte, também refletimos sobre os objetos inusitados no teatro e na música. Será que os objetos cotidianos encontram-se apenas nas artes visuais? Será que a utilização de objetos do dia a dia acontece no teatro ou ainda na música? Os artistas dadaístas, por exemplo, utilizando objetos no cotidiano, produzem esteticamente rompendo com o modo tradicional de fazer a arte. As mudanças de funções de objetos não são novidades no mundo e nas artes cênicas do teatro.

Para aprofundar mais  o assunto sobre objetos do cotidiano, assista ao vídeo abaixo e reflita: De que maneira o objeto é visto como uma obra de Arte? O que mais chamou sua atenção ao ver o vídeo?

Fonte: YouTube ; Link https://youtu.be/0-tv67ITfdE

Caderno do aluno do CEEJA – EJA Mundo do Trabalho.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário