Escola

QUÍMICA – Descoberta, Criação e Transformação

A Ciência Química não é somente Descoberta. É, também, e especialmente, Criação e Transformação.

Primeira Conferência de Solvay em 1911, Bruxelas, Bélgica. Entre os cientistas presentes, estavam Ernest Rutherford, Albert Einstein e Marie Curie
Primeira Conferência de Solvay em 1911, Bruxelas, Bélgica. Entre os cientistas presentes, estavam Ernest Rutherford, Albert Einstein e Marie Curie

Sem a atividade dos químicos de todas as épocas, algumas conquistas espetaculares jamais teriam acontecido, como os avanços no tratamento de doenças, a exploração espacial e as maravilhas atuais da tecnologia. A Química presta uma contribuição essencial à humanidade com alimentos e medicamentos, com roupas e moradia, com energia e matérias-primas, com transportes e comunicações. Fornece, ainda, materiais para a Física e para a indústria, modelos e substratos à Biologia e Farmacologia, propriedades e procedimentos para outras ciências e tecnologias.

Graças à Química, o nosso mundo se tornou um lugar mais confortável para se viver. Nossos carros, casas, roupas transbordam criatividade química. O nosso futuro energético dependerá da Química, assim como atingir um dos objetivos do Milênio, que é prover água e saneamento básico seguros para toda a humanidade.

Um mundo sem a ciência Química seria um mundo sem materiais sintéticos, e isso significa sem telefones, sem computadores e sem cinema. Seria também um mundo sem aspirina ou detergentes, shampoo ou pasta de dente, sem cosméticos, contraceptivos, ou papel – e, assim, sem jornal ou livros, colas ou tintas. Enfim, sem o desenvolvimento proporcionado pela ciência Química, a vida, hoje, seria chata, curta e dolorida!

Destaque-se, ainda, que a Química ajuda os historiadores da arte a investigar os segredos por detrás de pinturas e esculturas em museus, ajuda os peritos forenses a analisar as amostras colhidas em uma cena de crime e rapidamente rastrear os autores, bem como revelar a base molecular de pratos que encantam as nossas papilas gustativas.

Enquanto a Física decodifica as leis do universo e a Biologia decifra as do mundo vivo, a Química desvenda os segredos da matéria e de suas transformações. A vida é sua mais elevada forma de expressão. A Química exerce, portanto, um papel primordial em nossa compreensão dos fenômenos materiais, em nossa capacidade de agir sobre eles, para mudá-los e controlá-los. E as transformações materiais que faremos – como humanos – refletirão o melhor ou o pior de nós.

Por isso estamos celebrando a Química… E celebrá-la significa admitir que ela é, de fato, indispensável e benéfica à humanidade e, por decorrência, ao planeta em que vivemos.

É evidente que a Química tem na natureza sua fonte de matéria e de inspiração. Entretanto, é responsabilidade do ser humano o avanço para além do que é natural no universo. Por isso, a celebração da Química só se completa com a celebração das pessoas, daqueles verdadeiros artífices da fantástica arte da transformação da matéria. Celebrar a Química é incentivar crianças e jovens a se tornarem químicos e serem capazes de, literalmente, transformar a matéria em novidades! É desafiá-los a se envolverem com as especialidades e as tecnologias da Química direcionadas à manufatura de produtos para melhorar o bem-estar da humanidade.

Coronavírus Sars-Cov-2 em imagem de microscópio eletrônico — Foto: NIAID-RML/Handout via ReutersAs pesquisas são fundamentais para as descobertas químicas, uma das mais recentes descobertas no campo da Química foi a de um tecido com micropartículas de Prata e Sílica, capaz de eliminar por contato o coronavírus. De acordo com o estudo, o produto inativa 99,9% do SARS-CoV-2, após dois minutos de contato. Esse material deve ser utilizado em máscaras de proteção e roupas hospitalares.

Coronavírus Sars-Cov-2 em imagem de microscópio eletrônico — Foto: NIAID-RML/Handout via Reuters

 

Essa descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos, em parceria com o Instituto de Pesquisadores de universidade desenvolvem roupa à prova de ...Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), pela Universitat Jaume I, da Espanha, pelo Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e uma Startup que já produzia tecidos que evitam a proliferação de fungos e bactérias.

Os pesquisadores já sabiam que a substância era capaz de matar fungos e bactérias. Agora descobriram que também é eficaz no combate à Covid-19. Testes realizados em laboratório,  mostraram que um tecido com as nanopartículas eliminou o coronavírus em apenas dois minutos.

Para a realização dos testes, amostras de tecido com e sem as micropartículas de prata e sílica foram classificadas por pesquisadores da Universitat Jaume I e do CDMF e colocadas em tubos contendo uma solução com grandes quantidades de SARS-CoV-2, desenvolvidos em laboratório. As duas amostras foram mantidas em contato direto com os vírus, em intervalos de tempo diferentes, de dois e cinco minutos, para avaliar a atividade antiviral. O composto provoca uma reação química que produz um tipo de água oxigenada, capaz de acabar com o vírus.

“A quantidade de vírus que colocamos nos tubos em contato com o tecido é muito superior à que uma máscara de proteção é exposta e, mesmo assim, o material foi capaz de eliminar o vírus com essa eficácia”, diz Lúcio Freitas Junior, pesquisador ICB-USP.

“Como o material apresenta essa propriedade bactericida mesmo após 30 lavagens, provavelmente mantém a atividade antiviral por esse mesmo tempo”, afirma Luiz Gustavo Pagotto Simões, diretor da Nanox, empresa que fez parte do estudo.

“Esse composto matou 99,9% do coronavírus. E a vantagem desse produto é que ele tem durabilidade, dois anos, aguenta pressão e aguenta temperatura”, destaca Elson Longo, professor do Instituto de Química da UFSCAR.

“E com algumas tecnologias, você pode reduzir o tempo de contaminação. E, reduzindo com certeza a contaminação cruzada, que muitas vezes a gente se contamina por tocar numa superfície e depois levar as mãos aos olhos ou à boca”, explica Gustavo Simões, diretor da empresa de tecnologia.

Fontes: https://youtu.be/XiXLZVw1BCc
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/06/16/pesquisadores-desenvolvem-tecido-com-microparticulas-de-prata-capaz-de-eliminar-por-contato-o-coronavirus.ghtml

 

Você também pode gostar...

Deixe um comentário