Escola

Como a matemática e a estatística atuam em contexto de pandemia?

Ciências contribuem para compreender a transmissão do vírus e antecipar decisões.

Muitas pessoas torcem o nariz para a matemática por considerarem algo difícil e, talvez por isso não se interessam pelo assunto, fazendo dela, o “patinho feio das ciências”. Por isso, entender o quanto ela é relevante para a sociedade pode mostrar outro lado dos números.

Nos últimos meses, os noticiários têm sido invadidos por gráficos relacionados à pandemia da Covid-19. Um, em especial, tornou-se extremamente conhecido: o que mostra a curva de transmissão, que se fala tanto em “achatar”. E, para a elaboração e compreensão desses gráficos, além dos profissionais da saúde envolvidos, é necessária também a atuação de profissionais de uma área que não lida diretamente com pessoas, mas com números: a matemática.  Percebe-se então que, a relação entre saúde e matemática não é algo novo.

Coronavírus covid-19 não é um vírus feito em laboratório - PfarmaA Matemática mostra informações relevantes para a área da saúde na identificação do risco de contaminação por uma doença, a partir do número de casos registrados na população. Em relação a epidemias, percebeu-se que a transmissão avança constantemente em diminuição da velocidade, até atingir seu ponto mais alto – o chamado “pico” da curva. Quando isso acontece, ela começa a cair.

Atualmente, a estatística vem trabalhando constantemente junto à área da saúde, colaborando, por exemplo, em estudos de efeitos de tratamentos em populações de controle e em problemas de epidemiologia. “Quando se trada de uma pandemia, as duas ciências também contribuem muito no que diz respeito à economia – que, em período de quarentena mundial, está intimamente ligada à saúde”.

Matemática e estatística ajudam a enfrentar a Covid-19, pois existem modelos matemáticos muito utilizados para determinar a disseminação do vírus, bem como os números de infectados, de mortes e de hospitalizações. Todos esses modelos, são simplificações e idealizações da realidade.

Assim, matemática e estatística ajudam a simular o comportamento futuro da pandemia, levando em consideração os dados colhidos e possíveis ações de controle do crescimento da enfermidade. É importante saber que quanto mais preciso for o modelo matemático usado, melhores são as decisões que podem ser antecipadas.

“Como a situação que estamos vivendo é totalmente nova, não temos informações que nos apresentem uma ideia do que vai acontecer. Dessa forma, qualquer modelo que nos dê uma noção de como a disseminação do vírus acontece entre a população mundial é importante para garantir que não haja uma sobrecarga no sistema de saúde e que o governo possa retomar a economia com segurança”.

Saiba como se proteger do vírus que tem sintomas moderados na maioria dos casos.  Mas pode matar se evoluir para um quadro grave. Confira, assistindo o vídeo.

Fonte: http://www.pucrs.br/blog/simulacoes-do-futuro-como-a-matematica-e-a-estatistica-atuam-em-contexto-de-pandemia/, Pontífica Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. ceeja-admin

    Maravilhoso texto e essencial nesse momento em que estamos vivendo. Parabéns!

Deixe um comentário