Escola

As relações internacionais  de trabalho  e o mundo globalizado

“No mundo rico a vida será mais cara e menos livre”

 

Segundo o Jornal The Economist, “mesmo antes da pandemia, a globalização estava com problemas. O sistema aberto de comércio que dominou a economia mundial por décadas já tinha sido danificado pelo colapso financeiro e pela guerra comercial sino-americana. Agora, está sofrendo com seu terceiro golpe, em uma dúzia de anos, já que os bloqueios selaram as fronteiras e interromperam o comércio”.

Para o Jornal, “a pandemia politizará as viagens e as migrações e criará um viés para a autossuficiência. Essa mudança de foco para dentro das fronteiras enfraquecerá a recuperação, deixará a economia vulnerável e espalhará a instabilidade geopolítica”.

Finaliza argumentando que “os países mais pobres encontrarão mais dificuldades em recuperar o atraso e, no mundo rico, a vida será mais cara e menos livre. A maneira de tornar as cadeias de suprimentos mais resistentes não é domesticá-las, o que concentra riscos e provoca perdas em economias de escala, mas diversificá-las. Além disso, um mundo fraturado tornará mais difícil a solução de problemas globais, incluindo encontrar uma vacina e garantir uma recuperação econômica”.

Fontes:

Material Didático EJA Mundo do Trabalho, Volume 3, Ensino Médio, Geografia.

The Economist

Você também pode gostar...

Deixe um comentário