Escola Sociologia

PORQUE A SOCIOLOGIA INCOMODA TANTO?

Dentre os que se aventuram no campo da Sociologia sempre paira uma grande interrogação: Por que a Sociologia causa tanto incômodo?


Ela é perigosa; pois, além de incomodar, pode acarretar consequências danosas aos que a utilizam. A Sociologia voltada ao ser humanamente social é muitas vezes mal compreendida e gera perturbação aos que dela se valem assim como aos que não a usam em suas práticas cidadãs. Quando nos sentimos insatisfeitos diante dos problemas sociais, ela suscita pensamentos racionais voltados a mudanças e tais reflexões incomodam e atormentam os que desejam que suas intenções egoístas não sejam reveladas (por isso que os Sociólogos sofrem perseguições políticas porque induzem o indivíduo social ao pensamento crítico).

Veja o absurdo dessa matéria de 2011 ao criticar a obrigatoriedade do ensino de Filosofia e Sociologia nas escolas.

Os propagadores dos conceitos e das práticas sociológicas são para as classes impostamente dominantes, no mínimo, “as bruxas que devem ser queimadas”. A Sociologia nos faz perceber a exploração do homem sobre o homem, os interesses de grupos, as nefastas intenções políticas e os indesejáveis “jeitinhos” nas práticas cotidianas.

Passamos a ter a clareza das questões de gênero onde o machismo e as demais discriminações veladas oriundas de “pré-conceitos” massificados por uma “elite” favorecida pelas ferramentas de comunicação social e pelo poder capitalista ditam regras, além dos diversos fenômenos sociais que passam a nos afligir.

Em vista dessas “imposições”, a Sociologia  acaba sendo um incômodo por nos persuadir a remar contra a correnteza e a nos posicionar contrários aos conceitos e regras que estão enraizados nas práticas sociais.

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

“Neutro é quem já se decidiu pelo mais forte”

(Max Weber)

Você também pode gostar...

Deixe um comentário