Biblioteca Escola

O HOMEM, A PROPRIEDADE E O ESTADO EM DEBATE

Em 19 de maio de 2020, de acordo com o Instituto Socioambiental (ISA), a Tribo Indígena Yanomami é “uma das mais vulneráveis à pandemia causada pelo novo coronavírus. E é justamente nesse período de recomendações de isolamento social que a comunidade é uma das mais atingidas pelo desmatamento”. Torna-se importante, portanto, refletirmos ainda hoje sobre as questões sobre o homem, a propriedade e o estado de debate. 

O debate imaginário entre Thomas Hobbes e Jean-Jacques Rousseau mostra seus diferentes  posicionamentos a respeito da natureza humana, da questão política e da propriedade privada. Porém, são dois pensadores da época moderna conhecidos como filósofos contratualistas porque afirmam que é necessário um contrato social para que a vida civilizada possa acontecer. A ideia defendida é a de que o Estado se originou de um consenso das pessoas em torno de alguns elementos essenciais para garantir a existência social, com a definição dos direitos e deveres que cabem aos contratantes, ou seja, Estado e cidadãos. Portanto, o cumprimento das condições desse contrato social deve ser objeto de extremada atenção.

Tal teoria nos induz à uma adequada reflexão sobre o estado das sociedades e das políticas contemporâneas, sobretudo sobre o estado da democracia na atualidade.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário