Carta Aberta

Acolhimento, Vida e Sonhos!

Carta Aberta aos Professores do CEEJA, por Adão José de Alencar

Marília, 16 de Abril de 2019

 

 “Com Deus, é vida que segue”. Tive um histórico de vida triste e feliz ao mesmo tempo, sempre dividido entre o  trabalho que mais gostava, que era ser motorista profissional e minha família. Minhas duas paixões.

Em todas as minhas dificuldades minha aliada era minha esposa, que sempre esteve ao meu lado, mas no início de 2012 ela veio a  falecer. Foi vítima de um câncer, que a manteve por um ano em grande sofrimento e, em mim, trouxe uma revolta muito grande por se tratar de uma companheira muito boa e também muito apaixonada.

Mas, em meio à dor, às vezes a vida nos sorri novamente e, me sorriso veio quando fiquei sabendo dessa escola. No CEEJA, fui bem acolhido pelos professores e professoras, voltei a estudar, pois conhecimentos abre novos caminhos, horizontes e me possibilitou o direito de sonhar novamente.

Hoje, com a saúde regularizada e terminando o ensino médio, vejo que a escola me ajudou muito em minha vida e, hoje, me permito acreditar em novos caminhos e novos sonhos permeiam minha mente. Entrar em uma faculdade e alcançar novos objetivos. Pois sempre é tempo de aprender e a voltar a viver, quando a vida nos sorri novamente.

O meu muito obrigado aos professores que me acolheram e me incentivaram, porque a Paciência Acalma a Alma.

Grato, Adão José Alencar – aluno do CEEJA.

1 comentário

  1. Prof.Paulo R B M

    Meu caro José de Alencar:
    ” A arte de vencer, aprende-se nas derrotas”

Deixe um comentário